o que fazer em ouro preto

Está programando uma viagem a Ouro Preto? Elaboramos um guia com várias dicas de viagens e o que fazer em Ouro Preto

O interior de Minas Gerais é uma região riquíssima em cultura, história e sabores. E você pode encontrar tudo isso em uma única cidade: Ouro Preto. A antiga capital do estado e da extração do ouro, hoje é um lugar incrível para quem quer imergir em uma experiência cultural sem igual.

Ouro Preto é repleta de pontos turísticos, entre igrejas, museus e casarões que contam sobre o passado da antiga Vila Rica. Além das minas, hoje utilizadas para visitas guiadas que remontam à extração do ouro nos tempos coloniais. A natureza é belíssima e pode ser contemplada em uma visita ao Parque Estadual do Itacolomi.

O circuito histórico-cultural é amplo e oferece muitas coisas para se fazer em Ouro Preto. Os belos restaurantes, instalados em casarões centenários, servem os pratos típicos da culinária mineira, deixando a estadia por lá ainda melhor. É um destino imperdível.

O que fazer em Ouro Preto

 

o que fazer em ouro preto
Foto: RossanoPio / Wikimedia Commons

Confira nossas dicas do que fazer em Ouro Preto e aproveite dias incríveis. Há tanto para ver que vale a pena passar alguns dias nesta agradável cidade mineira. E não pense que Ouro Preto é procurada somente no carnaval, que é bastante agitado por lá. A cidade é um destino para visitar em qualquer época do ano.

  • Praça Tiradentes

Popular e movimentada, a Praça Tiradentes é o ponto de partida para os principais roteiros de Ouro Preto. Ela foi construída no local onde o inconfidente Tiradentes teve sua cabeça exposta, quando a cidade ainda era a Vila Rica.

  • Igrejas

As igrejas de Ouro Preto são verdadeiros museus. Obras de arte da arquitetura colonial que merecem ser visitadas em sua passagem pela cidade.

E não são poucas. Ao menos 20 igrejas e capelas são abertas para visitação. Como são muitas, dependendo do tempo que você terá em sua viagem à Ouro Preto, reserve tempo para conhecer, ao menos, as principais. Entre elas, a Igreja Matriz de Nossa Senhora do Pilar, a Igreja de São Francisco de Assis, a Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição de Antônio Dias, a Igreja de Nossa Senhora do Carmo, a Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos e a Igreja de Santa Efigênia.

Porém, prepare-se, porque muitas vezes a tarefa não é tão simples. Isso porque as igrejas não têm horário regular de abertura. Você pode se deparar com algumas em restauração ou que cobrem ingresso para visitação.

  • Museus

Os museus ajudam a contar um pouco da história de Ouro Preto. Ao percorrê-los, é possível entender como a antiga Vila Rica se tornou a atual Ouro Preto. Além disso, contam como a atividade mineradora influenciou na formação da cidade.Por isso, inclua uma visita aos principais museus em seu roteiro de viagem.

O Museu da Inconfidência expõe documentos mobiliários, obras de arte e peças da época da independência do Brasil. O Museu de Ciência e Técnica da Escola de Minas/UFOPS mostra como a mineração se desenvolveu na cidade. O Museu do Oratório, o Museu de Arte Sacra de Ouro Preto e o Museu Aleijadinho trazem importantes obras sacras. A Casa de Tomás Antônio Gonzaga, a Casa dos Contos, a Casa dos Inconfidentes e a Casa da Ópera são centros culturais e têm como principal atrativo a arquitetura colonial.

  • Minas antigas

A história de Ouro Preto também é contada através de visitas às antigas minas de extração de ouro. É possível visitar algumas dessas minas, onde instrutores contam como era a atividade mineradora na região durante o período colonial.

Essas minas estão localizadas em propriedades particulares e, por isso, é necessário pagar ingresso para visitá-las. As mais famosas são a Mina do Chico Rei, a Mina Jejê, Mina du Veloso, a Mina de Santa Rita e a Mina da Passagem.

Esta última ganha destaque por ser a única mina industrial aberta à visitação. Quem visita a Mina da Passagem embarca em carrinhos que deslizam pelos antigos trilhos mina adentro.

  • Parque Estadual do Itacolomi

O Parque Estadual do Itacolomi é uma unidade de conservação com 7.543 hectares que abrange as cidades de Ouro Preto e Mariana. Ele é marcado por uma grande ponta de pedra presente na paisagem da região.

É possível visitá-lo através de um passeio que leva ao Mirante do Custódio, pelas trilhas da capela, da lagoa e do forno. Além disso, é possível visitar o Museu do Chá.

Com mais disposição, pode-se agendar visitas guiadas ao Morro do Cachorro e ao Pico do Itacolomi. Do alto, a vista da cidade de Ouro Preto é incrível.

As visitas ao parque podem ser feitas de terça a domingo, das 8h às 17h.

Onde fazer compras em Ouro Preto

 

o que fazer em ouro preto
Foto: maxpixel.net

Ouro Preto é uma cidade do interior. Por lá, não espere encontrar grandes lojas ou shoppings. As compras se resumem a pequenos comércios e feiras de rua. Mas não pense que não há o que comprar em Ouro Preto.

Como uma boa cidade mineira, Ouro Preto oferece as delícias da região e muito artesanato. No centro histórico, as lojas vendem objetos de decoração, pedras preciosas, souvenirs e a produção dos artesãos locais.

  • Casa do Aleijadinho

A Casa do Aleijadinho é um ótimo lugar para comprar artigos de decoração e artesanatos. Ela fica na Praça Antônio Dias.

  • Feira do Largo Coimbra 

A Feira do Largo Coimbra se destaca pela variedade de produtos oferecidos. Ela fica em frente à Igreja de São Francisco de Assis e funciona todos os dias das 7h às 19h.

  • Cachaçaria Milagre de Minas

Não há como ir à Minas Gerais e não trazer um de seus produtos típicos. E não há nada mais típico que a cachaça mineira. Para comprar cachaças especiais, vá à Cachaçaria Milagre de Minas.

  • Armazém Vila Rica

Os queijos e doces mineiros também não podem faltar na lista de compras em Ouro Preto. Por isso, uma visita ao Armazém Vila Rica é quase obrigatória.

Onde comer em Ouro Preto

o que fazer em ouro preto

A culinária mineira torna a viagem a Ouro Preto uma experiência ainda melhor. Os pratos típicos da região estão presentes na maioria dos restaurantes. Frango com quiabo, lombo com tutu e galinha ao molho pardo são algumas das delícias para saborear na passagem pela cidade.

Não é difícil encontrar onde comer em Ouro Preto. Os principais restaurantes ficam no centro histórico, entre a Rua Direita e a Rua São José.

  • Bené da Flauta

Para experimentar releituras dos pratos tradicionais da culinária mineira, vá ao Bené da Flauta. Ele fica em um belo casarão na Rua São Francisco de Assis, 32.

  • Casa do Ouvidor

Para a boa e tradicional comida mineira, o restaurante Casa do Ouvidor é o lugar indicado. Ele fica na Rua Conde de Bobadela, 42.

  • Contos de Réis

O mesmo ocorre com o cardápio do restaurante Contos de Réis, que serve pratos da culinária mineira na Rua Camilo de Brito, 21.

  • Passo

Localizado na Rua São José, o casarão do século XVIII abriga o restaurante Passo, que serve comida italiana. O ambiente é muito agradável e conta com uma varanda e um belo jardim.

  • Opera Café

Não saia de Ouro Preto sem provar um delicioso café com o tradicional pão de queijo. Na rua Conde de Bobadela, 75, o Opera Café é uma ótima pedida.

Onde se hospedar em Ouro Preto

 

o que fazer em ouro preto
Foto: maxpixel.net

A tarefa de encontrar onde se hospedar em Ouro Preto é até fácil. Digo isto porque a cidade tem muitas opções de acomodações, entre hostel, pousadas e hotéis.

Contudo, é preciso reforçar que, a depender da época que você visitar Ouro Preto, os preços podem ser bem mais salgados que em outros destinos. O motivo é que a cidade, toda voltada para o turismo, é muito procurada – principalmente nos finais de semana, feriados e férias escolares. O que faz o valor das diárias subir nestas datas. Isso sem contar o carnaval, bastante agitado por lá e que, além de elevar o preço das acomodações, deixa todas lotadas.

Por isso, é preciso planejar sua viagem a Ouro Preto com antecedência para garantir hospedagem e preço acessível.

A maior parte dos hotéis de Ouro Preto fica no entorno do centro histórico, o que facilita visitar as principais atrações. Caso esteja viajando de carro, ao escolher onde se hospedar, certifique-se de que o local tem algum estacionamento particular. As ruas estreitas e os casarões antigos do centro geralmente não têm lugar para estacionar.

Booking.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima